Gabriel Piccolo Aposta em Versões!

Conheci Gabriel Piccolo, de Blumenau, através do workshop que produzi e ministrei em 2014 em São Paulo. E após o workshop comecei a acompanhar de perto todo o trabalho que era produzido e lançado. E então convidei ele para falarmos sobre todo o trabalho realizado com seu projeto solo e no quanto apostar em versões de músicas de outros artistas o ajudou com o projeto autoral.

 Geração Y: Como é o mercado da música independente em Blumenau?

Gabriel: Aqui em Blumenau temos inúmeros artistas independentes, todos de muita qualidade e todos os estilos. Em minha opinião temos um número bem elevado de manifestações independentes de festivais de bandas da região. A maioria dos eventos é realizado em parceira com os órgãos públicos o que é muito bom, afinal esses eventos acompanham um ótimo nível de profissionalismo. Aqui o pessoal se mexe para realizar shows e corre muito atrás, o que mostra a vontade de todos mostrarem sua música e seu trabalho.

Geração Y: Você tem sua banda a AVE Brasil e tem seu projeto solo. Por que preferiu ter projetos separados?

Gabriel: Atualmente a AveBrasil resolveu dar um tempo para refrescarmos as ideias e amadurecermos nossos objetivos, porém meu projeto solo surgiu como uma forma de apresentar minhas canções que não se encaixavam no perfil da banda. Por isso preferi trabalhar essas músicas de uma forma diferente.

Geração Y: Como faz pra conciliar seus projetos com datas e planos de divulgação?

Gabriel: Quando a AveBrasil estava na ativa, a banda sempre teve prioridade quanto a agenda de shows, então meu projeto paralelo sempre era encaixado nas datas que restavam após o fechamento da agenda da banda. Quanto o planejamento de divulgação os dois projetos tinham cronogramas diferentes, para que a gente pudesse aproveitar o máximo de cada lançamento.

Geração Y: Ano passado você participou do nosso workshop e depois começou a fazer vídeos com versões de músicas que você gosta e que estão bombando no momento. Por que teve essa atitude e já trouxe resultados?

Gabriel: No início do meu projeto solo, tivemos um período grande de produção onde investimos somente em material autoral. Esse período durou mais ou menos uns 7 meses. Depois de lançarmos quatro músicas autorais, decidimos que estava na hora de implementarmos uma nova estratégia para o canal do Youtube, assim começamos a postar vídeos semanais de versões de músicas atuais, a ideia é simples mas necessita muita dedicação, desde da escolha da música até a gravação da versão. Felizmente todo esse empenho de dedicação tem mostrando um ótimo resultado, vídeo por vídeo estamos crescendo cada vez mais! 

Geração Y: Como você tem trabalhado o planejamento de vídeos e qual foi seu pensamento pra essa ação?

 Gabriel: Desde o início, eu trabalho com a Produtora Girafa. Juntos temos reuniões semanais sobre planejamento, estratégias e projetos futuros. Normalmente nós temos a ideia e juntos amadurecemos para colocá-la em prática. Tudo que já construí devo a esse pessoal, principalmente ao Marlon Heimann que me acompanha por todos os passos dessa caminhada. Primeiramente tínhamos acertado que iriamos lançar vídeos semanais de covers para cativarmos um público que ainda não tínhamos atingido, o que atualmente tem dado muito certo. Em breve vamos estar soltando mais um som autoral, o qual estamos nos dedicando intensamente para montarmos um cronograma de lançamento cada vez melhor.

Geração Y: Ganhar público com a música cover trouxe mais pessoas para o projeto autoral?

Gabriel: Antes de iniciar os vídeos semanais percebia que meu alcance era muito regional. Após 5 meses de trabalho vejo que estamos agora atingindo pessoas de todo país. Hoje, mesmo com um canal com um alcance regular no YouTube me sinto muito realizado, pois chegamos a um ponto onde eu sei que pessoas estão lá para me ouvir, todos os comentários e mensagens de apoio lavam a alma e ajudam a gente seguir em frente nas horas difíceis. Por consequência as minhas músicas autorais foram potencializadas durante esse tempo. Atualmente minha última música “Diga” vem sendo tocada direto na Rádio Atlântida de Blumenau, o que é reflexo dos resultados alcançados por todo esse nosso trabalho. 

Conheça uma das versões que Gabriel fez em seu canal oficial no youtube: