Soft Power na Música!

Você, em algum momento de sua vida, já calçou um tênis, vestiu uma calça jeans combinando com uma camiseta de malha? Mesmo que seja um comunista de carteirinha, admita, você já se submeteu ao soft power americano (sorry, mas odeio escrever “estadunidense”). No caso dos britânicos , os símbolos maiores de seu soft power, além da língua nativa, são os Beatles e Shakespeare (que influencia 99% das novelas brasileiras). No caso do Brasil, o soft power consiste em futebol (que anda de mal a pior ultimamente), carnaval e mulheres gostosas. Sim, infelizmente, estes são  os símbolos mais  populares quando se fala em Brasil no exterior.

Trancrevo aqui um trecho  da  Wikipedia para esclarecer melhor  sobre o  termo em questão.

O termo foi usado pela primeira vez pelo professor de Harvard Joseph Nye, no final dos anos 1980. Ele desenvolveu o conceito em seu livro de 2004, Soft Power: The Means to Success in World Politics (em português, “Soft Power: os meios para o sucesso na política mundial”)

“O conceito básico de poder é a capacidade de influenciar os outros para que façam o que você quer. Basicamente, há três maneiras de se fazer isto: uma delas é ameaçá-los com porretes; a segunda é recompensá-los com cenouras; e a terceira é atraí-los ou cooptá-los para que queiram o mesmo que você. Se você conseguir atrair os outros, de modo que queiram o que você quer, vai ter que gastar muito menos em cenouras e porretes

Então, você me pergunta: o que isto tem a ver com o fato de você trabalhar com música ? Artistas precisam aprender a usar seu soft power para divulgarem seus trabalhos. Como um artista exerce o seu poder de convencimento? Simples. Primeiro descubra-se, entenda como as pessoas te enxergam e descubra o seu diferencial. Depois, use as redes sociais mostrando suas virtudes sem parecer convencido. A falsa modéstia é tão negativa quanto o “nariz empinado”. Encontre o meio termo, seja autêntico e objetivo ao mostrar seus atributos. Defina e descreva de forma enxuta o seu trabalho musical através de textos que tenham a ver com a sua proposta estética. Seja sempre positivo  em  seus posts e comentários. Sim, o soft power tem tudo a ver com ética profissional Exemplo: poste sempre coisas direta ou indiretamente relacionadas ao seu trabalho musical e nunca poste algo denegrindo outro artista. O seu público potencial sentirá empatia e ajudará ( muitas vezes sem perceber) na divulgação de seu trabalho. A frase “falem mal, mas falem de mim” está ultrapassada. Trabalhe sempre a sua reputação positiva de forma que as pessoas sempre associem coisas boas a você.

A internet está ai (em seu smartphone, no seu notebook, etc) , exerça o seu soft power já!

foto de divulgação (1)

Sobre Oswaldo Marques: Otimista crônico, Oswaldo é músico e professor . Teimoso e perseverante como todo capricorniano, continuará trabalhando  com o que gosta mesmo sabendo que as duas  profissões são desvalorizadas no Brasil.

Facebook : https://www.facebook.com/oswaldo5150

E-mail: marques.oswaldo@gmail.com

2 respostas

Comentários estão fechados.